Fiocruz realiza pesquisa sobre impacto da pandemia nos profissionais da saúde
SATEMRJ assinou o termo de anuência para contribuir com o estudo

A Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz está desenvolvendo a pesquisa “Monitoramento da saúde, acesso à EPIs de técnicos de enfermagem, agentes de combate às endemias, enfermeiros, médicos e psicólogos no município do Rio de Janeiro em tempos de Covid-19”. O objetivo é produzir e ampliar as informações acerca do impacto da pandemia sobre a saúde de trabalhadores que estão na linha de frente nas unidades municipais do Sistema Único de Saúde – SUS no Rio.
A coordenação do estudo está a cargo das professoras Mariana Nogueira, Letícia Batista e Regimarina Reis, da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio da Fiocruz, com a participação de diversas unidades da fundação e do SATEMRJ, além das Universidade Federal Fluminense – UFF, Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ e demais sindicatos, que assinaram o termo de anuência para contribuir com o estudo. “Auxiliares e técnicos de Enfermagem, que atuam em UPA municipal, Estratégia de Saúde da Família ou CAPS na cidade do Rio devem participar! Dessa forma, estaremos contribuindo para dar visibilidade às condições de trabalho no SUS e fortalecendo nossa luta. É muito fácil. Em menos de cinco minutos, se responde ao formulário digital. Acesse o link < https://covid19susrj.fiocruz.br/> e conheceremos o verdadeiro impacto da pandemia de Covid-19 em nossa categoria”, solicita Luciano Pinheiro, presidente do SATERMJ.

Fortaleça seu sindicato, faça parte, se associe.
Denuncie qualquer irregularidade em denunciassatemrj@gmail.com
Sindicato dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem do Rio de Janeiro – SATEMRJ
www.satemrj.com.br
Facebook @satemrj.sindicato

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on email

ASSEMBLEIA GERAL VIRTUAL

MENSALIDADE ASSOCIATIVA

ASSISTA VÍDEO 1

SIGA-NOS NO FACEBOOK

CONHEÇA AS VITÓRIAS QUE SATEMRJ CONQUISTOU PARA OS TRABALHADORES TÉCNICOS E AUXILIARES DE ENFERMAGEM!

  • Revitalização da mesa de negociação do SUS através de mobilização da categoria;
  • Criação do cargo Técnico de Enfermagem na Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro;
  • Caravanas à Brasília para exigir a implementação das 30 horas semanais;
  • Implantação, no Rio de Janeiro,das 30 horas semanais na Secretaria Municipal de Saúde atráves da articulação do SATEMRJ e da Enfermeira Rejane de Almeida Deputada Estadual;
  • Criação da Comissão de Auxiliares e Técnicos dentro do Sistema Cofen após uma luta de 42 anos;
  • Fortalecimento da Comissão Nacional de Auxiliares e Técnicos de Enfermagem (CONATENF do COFEN );
  • Fornecimento ao ticket alimentação.

NOTÍCIAS RECENTES

CATEGORIAS